Serviços Oferecidos

Legalização e Expedientes

  • Elaboração de contratos sociais, distratos sociais, alterações contratuais e outros
  • Certidões negativas
  • Regularização de débitos fiscais, recálculos, solicitação de parcelamento de impostos, estratégias e prioridades para regularização de pendências fiscais
  • Orientação sobre licenças do Cadan, CETESB e outros
  • Acompanhamento de Licença de Funcionamento
  • Registro e baixa de autônomos

Fiscal

  • Escrituração fiscal
  • Cálculo e preenchimento de guias federais, municipais e estaduais
  • Apuração de diversos tributos
  • Elaboração das informações econômico-fiscais obrigatórias: DACON, DCTF, DIRF, DIRPJ, entre outras
  • Assessoria tributária para análise de menor custo de impostos
  • Cumprimento de todas as obrigações acessórias imposta pela legislação tributária

Pessoal

  • Emissão de relatórios e cumprimento das exigências da CLT
  • Folha de pagamento
  • Rescisões e homologações
  • Registro de empregados
  • Homologações em sindicatos, Ministério do trabalho e Núcleos de Conciliações Prévias

Contabilidade

  • Escrituração contábil pelo Lucro Presumido e Simples Nacional
  • Elaboração das demonstrações contábeis
  • Levantamentos gráficos contábeis, financeiros e administrativos
  • Análise de Demonstrações Contábeis
  • Registro do livro caixa e demonstrativos financeiros para micro e pequenas empresas
  • Contabilidade Gerencial

Societário e Contratual

  • Abertura, reativação, regularização e baixa de empresas
  • Elaboração de contratos sociais e suas alterações
  • Elaboração e registro de estatutos para atividades sem fins lucrativos e demais organizações
  • Registro de atas e serviços cartoriais
  • Regularizações de CNPJ
  • Orientação sobre licenças do Cadan, CETESB e outros

Associações e Igrejas

  • Constituição da associação ou igreja
  • Inscrição no CNPJ e no CCM
  • Elaboração e registro de Atas de eleição e de atualização
  • Declarações de Imposto de Renda Pessoa Jurídica
  • Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (do Presidente)
  • Declarações DCTF (IR-SRF nº 974/2009) e DIRF
  • Balanços
  • Regularização contábil e fiscal

Trabalhista

  • Registro de admissão e demissão de colaboradores
  • Elaboração da Folha de Pagamento
  • Cálculo das horas trabalhadas por meio do cartão-ponto e outros controle
  • Cálculo de férias e 13° salário
  • Cálculo de rescisões
  • Cálculo dos encargos trabalhistas e previdenciários
  • Demais cálculos trabalhistas
  • Homologações
  • Acompanhamento de processos trabalhistas
  • Assessoria e consultoria trabalhista e previdenciária
  • Elaboração das obrigações acessórias: DIRF, RAIS, CAGED, Conectividade Social

Soluções

  • Proporcionar agilidade e comodidade em serviços junto aos órgãos públicos e cartórios.
  • Solicitação de certidões negativas e/ou positivas de débitos
  • Listagens de débitos junto aos órgãos públicos
  • Autenticação de documentos e reconhecimento de firma
  • Preenchimento de fichas cadastrais
  • Organização de documentação para licitações
  • Organização de documentação para financiamentos em geral
  • Elaboração de contratos comerciais
  • Procedimentos junto a Receita Federal do Brasil como: elaboração e entrega de Imposto de Renda das pessoas Físicas e Jurídicas, parcelamentos de débitos, ITR, regularização de CNPJ e CPF
  • Busca de marcas e patentes

Governo dificulta realização de planejamento tributário

O Governo Federal fechou ainda mais o cerco sobre as empresas que buscam pagar menos imposto por meio do planejamento tributário com a criação da Medida Provisória 685/2015. A partir dessa mudança, as empresas devem enviar, até 30 de setembro de cada ano, todas as informações relativas aos planejamentos feitos no ano anterior na busca de minimizas os gastos tributário, a MP também torna necessária uma consulta prévia da Receita sobre as mudanças planejadas.

“É compreensivo que o Governo busque minimizar as perdas com a evasão fiscal, contudo, fazer isso por meio de mais burocracia para empresas é no mínimo injusto e vai na contramão dos anseios da classe empresarial que luta diariamente pela simplificação dos processos”, alerta Richard Domingos, diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil.

Assim, passa a ser obrigatório o envio à Receita Federal as operações tributárias que buscaram a redução nos valores tributários e que não possuam “razões extratributárias relevantes”. Isso se deve ao fato de existir uma luta governamental para que a elisão fiscal não seja feita com o único objetivo de pagar menos impostos.

A punição para empresa que não conseguirem justificar o planejamento feito, será a intimação do contribuinte, que deverá pagar os tributos devidos em 30 dias, com juros de mora. Caso a informação não seja enviada a Fazenda considerará que a omissão foi dolosa. Isso quer dizer que será aplicada a multa de 150% sobre o valor devido, que é a sanção imposta a fraudes tributárias.

Mas, o que é o planejamento tributário?

“De forma simplificada, em um planejamento tributário se faz a análise e aplicação de um conjunto de ações, referentes aos negócios, atos jurídicos ou situações materiais que representam numa carga tributária menor e, portanto, resultado econômico maior, normalmente aplicada por pessoa jurídica, visando reduzir a carga tributária”, explica o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos.

O diretor da Confirp explica que o planejamento tributário ocorre quando especialistas da área contábil fazem uma análise minuciosa dos custos tributários assumidos por uma empresa em seu negócio, buscando as melhores opções de tributações, resultando na saúde financeira.

“Isso é importante porque hoje, em média, 33% do faturamento das empresas é para pagamento de impostos. Essa a alta tributação do Brasil faz com que a questão tributária seja imprescindível para a sobrevivência ou não de um negócio. Várias empresas quebram com elevadas

Varejo paulista emitiu mais de 11 milhões de cupons fiscais eletrônicos por meio do SAT

A Secretaria da Fazenda contabiliza a emissão de 11.151.979 cupons fiscais eletrônicos (CF-e) pelo Sistema Autenticador e Transmissor (SAT) no processo de substituição dos Emissores de Cupom Fiscal (ECF). O balanço, relativo ao período de 1º a 28 de julho, considera os documentos emitidos por estabelecimentos do ramo combustíveis, farmácias e drogarias e artigos de vestuário, segmentos que tiveram a obrigatoriedade de substituição do ECF pelo SAT iniciada em 1º/7.

A partir de 1º/8 a utilização do SAT passa a ser obrigatória para estabelecimentos do setor de alimentação, como bares, restaurantes, lanchonetes, além de armazéns, mercearias, minimercados e lojas de material para construção. Os lojistas devem encerrar a utilização dos ECFs que tenham 5 anos (ou mais) e substituí-los pelo SAT.

A concessão de autorização de uso de novos ECF foi encerrada em 1º de julho. Serão aceitos até 31 de dezembro apenas pedidos de confirmação de ECFs adquiridos, lacrados e inseridos no Posto Fiscal Eletrônico – PFE (www.pfe.fazenda.sp.gov.br) antes do período de obrigatoriedade, conforme disciplina a Portaria CAT 85/2015.

A Fazenda também inseriu no Posto Fiscal Eletrônico (PFE) funcionalidade que permite ao contribuinte consultar a relação de equipamentos ECF ativos em seu estabelecimento, bem como o tempo acumulado desde a data da primeira lacração. A informação é importante para que o lojista possa programar a substituição dos equipamentos pelo SAT.

O cronograma de obrigatoriedade do SAT foi elaborado de acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) dos contribuintes (veja na tabela abaixo).

SAT – Cronograma de obrigatoriedade

Datas

 

Sistema Autenticador e Transmissor – Cronograma / Setores

 

1º/7/2015

 

Novos estabelecimentos

 

ECFs com mais de 5 anos desde a primeira lacração para os setores: postos de combustíveis, farmácias, drogarias e lojas de artigos de vestuário.

 

Contribuintes que utilizam Sistema Eletrônico de Processamento de Dados (SEPD) em substituição ao ECF.

 

1º/8/2015

 

ECFs com mais de 5 anos desde a primeira lacração de  minimercados, mercearias, armazéns, lojas de materiais de construç